Category: Linguiça

Descubra como fazer uma linguiça toscana da melhor forma

A linguiça toscana está entre a preferida dos consumidores, principalmente no churrasco ou, então, feita na panela, acebolada. Sua cor pode variar entre tons rosados e avermelhados, e ainda existe a opção de produzi-la com e sem pimenta.

Para quem produz e vende, saber como fazer linguiça toscana é fundamental para aquecer os negócios. Você já sabe? Já comercializa esse tipo de linguiça? Confira, agora, quais são os ingredientes necessários, como é o passo a passo de preparo e quais erros devem ser evitados.

Os ingredientes

Essencialmente, a mistura da linguiça toscana leva carne de porco, gordura, temperos e condimentos. Como dissemos, entre os temperos, é possível usar uma pequena quantidade de pimenta, ressaltando o sabor do produto e agradando em cheio aos consumidores que preferem uma linguiça mais apimentada. Entre as opções que costumam fazer sucesso com a grande maioria dos compradores estão a pimenta calabresa e a pimenta biquinho.

Quanto à gordura, o toucinho suíno e a barriga de porco são excelentes ingredientes, pois são gorduras de qualidade e que agregam mais sabor. Por fim, a carne: o pernil de porco ou o lombo vão deixar a sua preparação mais saborosa, suculenta e nobre — características imprescindíveis para quem produz uma linguiça artesanal de qualidade superior. Uma dica extra: o pernil tem um sabor mais forte, enquanto que o lombo é mais suave ao paladar, mas tem a textura mais seca.

A receita

É claro que, aqui, estamos dando apenas uma sugestão (ou uma receita base) para que você compreenda como é o processo de produção de uma linguiça toscana. A partir desses ingredientes e modo de preparo, certamente, será capaz de fazer as suas próprias adaptações e, com isso, criar um produto final totalmente original.

Ingredientes

  • 900 g de pernil de porco magro;
  • 300 g de barriga de porco;
  • 90 ml de água gelada;
  • 18 g de sal refinado;
  • 0,3 g de sal de cura;
  • 1 dente de alho;
  • 1 pitada de açúcar;
  • tomilho fresco, salsa e pimenta do reino preta.

Modo de preparo

Para preparar a linguiça toscana:

  1. processe a carne e a gordura com alguns cubos de gelo (para emulsionar e deixar a linguiça mais suculenta);
  2. acrescente os temperos na massa já processada;
  3. misture tudo, acrescentando água gelada aos poucos;
  4. encha as tripas, molhando-as sempre para não rasgar, e dê os nós formando os tamanhos que você deseja.

Os erros mais comuns

Fazer linguiça é uma arte! Apesar de muitas pessoas se preocuparem apenas com o processo de encher as tripas, existem alguns truques para não errar no preparo — e não estragar a textura ou o sabor do seu produto, depois de preparado, no prato do seu cliente. Veja a seguir:

  • a proporção ideal entre carne e gordura é de 75% carne e 25% gordura: se essas medidas não forem seguidas, você pode ter um produto seco ou gorduroso demais;
  • a escolha dos temperos e condimentos é livre, mas é preciso ter bom senso: no caso da linguiça toscana, por exemplo, que é feita 100% com carne de porco, selecione ingredientes que harmonizam com os cortes suínos;
  • para encher as tripas com facilidade, o uso de um funil do tamanho adequado para elas é fundamental;
  • a carne da toscana é cortada em pedaços menores.

Agora que você já sabe os segredos de como fazer uma linguiça toscana de qualidade superior, já pode acrescentar esse item queridinho nos pratos dos brasileiros à sua produção artesanal!

Gostou do texto e quer conferir outras informações sobre o assunto? Siga-nos nas nossas redes sociais: estamos no Facebook e no Instagram!

Como aumentar a venda de linguiça no seu estabelecimento?

A venda de linguiça é, sem dúvida, uma aposta certa para o seu estabelecimento. Além de ser um produto que oferece muitas variações, ele faz bastante sucesso entre os brasileiros devido ao sabor, à versatilidade e ao bom custo-benefício. Mas se as suas vendas não estão tão boas quanto você gostaria, talvez precise ajustar alguns pontos na sua estratégia.

Quer ajuda nessa tarefa? Continue aqui com a gente e confira dicas essenciais para aumentar a venda de linguiça e ver os seus lucros deslancharem!

Tenha um bom planejamento

O seu objetivo final já está claro: vender mais linguiças. Mas como você pretende fazer isso? Um bom primeiro passo é planejar a sua estratégia, o que envolve saber os tipos de linguiça que vai comercializar, as quantidades que vai manter em seu estabelecimento e o preço, por exemplo.

Na hora de definir todos esses fatores, faz toda a diferença conhecer o seu público:

  • Do que os seus clientes mais gostam?
  • Qual linguiça tem mais procura?
  • Em que dia da semana ou época do mês a demanda cresce?

Também é importante estabelecer metas e, a partir daí, trabalhar para cumpri-las. Se o seu objetivo, por exemplo, é aumentar a venda de linguiças mista e calabresa, faça promoções interessantes, divulgue e crie “pacotes para churrasco”. São apenas ideias que você vai adequar ao seu público — por isso, mais uma vez, é essencial conhecê-lo bem.

Preze pela qualidade

Existem muitas linguiças de qualidade no mercado, mas também há aquelas pouco atrativas tanto no sabor quanto na aparência. Se você oferecer produtos que não enchem os olhos (com muita gordura, coloração e tripas feias, por exemplo), o seu freguês não vai nem se interessar em provar.

Agora, vale lembrar que não adianta ter um produto atrativo se ele não for saboroso. O cliente não vai comprar de novo e, pior, ainda pode falar mal das linguiças para outras pessoas. Portanto, para não comprometer as vendas do seu estabelecimento, priorize a qualidade.

Busque bons fornecedores

Contar com bons fornecedores é um fator decisivo para a qualidade das linguiças. É fundamental que eles sejam comprometidos com o que fazem — e isso não é apenas pelo sabor, pela aparência e por demais atrativos que já citamos.

O mercado de alimentos precisa de atenção redobrada com a higiene e a procedência das matérias-primas, para evitar a contaminação da comida e dos consumidores. Imagine vender uma linguiça que vai fazer mal à saúde dos seus clientes? Inadmissível, não é mesmo?

Invista no atendimento

Tão importante quanto a qualidade do produto é o desempenho de quem o vende. Visualize a seguinte situação: uma nova linguiça está exposta em seu estabelecimento. Sem conhecê-la, o cliente pergunta sobre ela ao atendente: “Do que é feita? É saborosa?”. Provavelmente, as respostas farão esse consumidor comprar ou desistir do produto.

Sendo assim, procure investir no treinamento dos colaboradores e mantê-los motivados, até para que sejam mais simpáticos com os fregueses. Em estratégias como promoções e degustações, a equipe também terá um papel primordial para divulgar a ação e incentivar o público a provar o produto.

Como você pôde ver, a venda de linguiça está diretamente relacionada às preferências dos seus clientes e à qualidade do produto e do atendimento. Ligue todos esses pontos, defina os seus objetivos e os bons resultados virão.

Quer conferir mais conteúdos como este, destinados a empreendedores como você? Basta assinar a nossa newsletter e ficar de olho na sua caixa de entrada!

Você sabe como temperar linguiça? Aprenda agora!

Para fazer bonito na cozinha, além de dominar as técnicas da gastronomia, é preciso investir — e muito — no uso dos temperos. Afinal, eles são os responsáveis por realçar o sabor dos alimentos e deixá-los ainda mais saborosos, marcantes e com a qualidade altíssima. Pensando nesse detalhe, trouxemos para o post de hoje as melhores dicas sobre como temperar linguiça artesanal.

Isso mesmo! Durante a sua fabricação, você pode usar os mais variados temperos, já que, no interior da membrana, há a possibilidade de adicionar substâncias de todos os tipos que podem variar de acordo com o paladar dos seus clientes.

Preparado para saber como realizar esse procedimento e desenvolver um produto sem igual? Continue acompanhando a leitura e fique por dentro!

Conheça os principais produtos que podem ser usados

A grande vantagem de produzir uma linguiça artesanal, também conhecida como “gourmet”, é que você tem a possibilidade de escolher todos os ingredientes que farão parte do produto. Esse é o caso dos condimentos, temperos, especiarias e até mesmo os tipos de carne que vão compor a sua receita. Na antiguidade, mais precisamente no período do Império Romano, as linguiças eram temperadas com poucas ervas aromáticas e sal. São elas:

  • pimenta do reino;
  • cebolinha;
  • salsinha.

Tais condimentos são considerados naturais e, portanto, resultam em linguiças para quem tem o paladar simples. O mais interessante é que, com o passar do tempo, esse preparo foi se modificando e, hoje, é possível adicionar outros ingredientes para incrementar a receita, como:

  • alho;
  • orégano;
  • cebola;
  • sálvia;
  • gengibre;
  • louro;
  • tomilho;
  • alecrim;
  • manjericão.

Conforme suas preferências, há ainda a possibilidade de adicionar alguns elementos diferenciados. Queijos, nozes e azeitonas são bons exemplos. Use a sua criatividade!

Aprenda a combinar os temperos

De nada adianta escolher bons temperos se, no fim das contas, você não consegue harmonizá-los em uma receita. Portanto, é sempre importante seguir algumas recomendações básicas antes de “colocar a mão na massa”.

O ideal é dar preferência aos temperos frescos e moê-los na hora do preparo. Se não for possível, você também conseguirá alcançar bons resultados utilizando os ingredientes secos. Esse é o caso da cebola desidratada, alho em flocos e gengibre em pó.

Agora, vamos ao que interessa: a mistura dos condimentos. Como você já pode imaginar, são inúmeras opções de especiarias disponíveis, fazendo com que muitas pessoas fiquem em dúvida na hora de escolher cada uma delas. Sem desespero! A dica é que você, inicialmente, escolha o tempero de acordo com o tipo de carne. Veja:

  • para linguiça de frango: utilize coentro, páprica e salsa;
  • para linguiça de porco: invista no tomilho, alecrim e sálvia.

Quer dar um toque especial na sua receita? Tudo bem! Separadamente, faça pequenos experimentos, sempre pedindo a recomendação de outras pessoas até encontrar a sua melhor fórmula.

Tenha cuidado para não errar nas medidas

Infelizmente, não são todas as pessoas que sabem como temperar linguiça de imediato. Muitas, inclusive, vivem “errando a mão” na adição do sal e outros temperos. Para não correr esse risco, basta seguir um cálculo simples: para cada meio quilo de carne, adicione 10 gramas de sal. O mesmo vale paras especiarias utilizadas no preparo. Não tem erro!

Por último, tenha cuidado: tanto as ervas secas quanto os temperos frescos podem apresentar contaminantes em suas composições. Para garantir um produto de qualidade, busque sempre por bons fornecedores.

Gostou das nossas dicas sobre como temperar linguiça e quer continuar acompanhando outros conteúdos como este? Siga a nossa página no Facebook, no Instagram e não perca as novidades!

Charcuteiro: saiba como fazer linguiça de churrasco de forma simples!

Um ingrediente fácil de ser encontrado em qualquer supermercado é a linguiça. Mas você já pensou em produzir suas próprias receitas de embutidos para incrementar as vendas do seu negócio? O churrasco é uma paixão nacional e o empreendedor que souber explorar esse nicho, sem dúvidas, terá muitas chances de sucesso. Por isso, saber como fazer linguiça de churrasco pode render um ótimo lucro!

Investir nas próprias receitas de linguiça será um diferencial, afinal, os embutidos tradicionais são facilmente encontrados. O brasileiro gosta de novidades e, nesse caso, a receita básica pode ser incrementada com diversos outros ingredientes, como pimentas, queijos e defumados.

Para quem tem dúvidas sobre como fazer linguiça de churrasco e quais ingredientes usar, abaixo, listamos algumas dicas. Confira!

Por que investir na produção de linguiça artesanal?

O brasileiro tem se preocupado cada vez mais com a qualidade dos produtos que consome e isso inclui os alimentos. Seguindo essa tendência, a produção artesanal está sendo mais valorizada e o empreendedor do ramo alimentício pode e deve explorar essa novidade que, certamente, resultará em bons lucros.

A linguiça artesanal é um alimento apreciado na alimentação do dia a dia, pois é versátil e pode ser usada como base para inúmeras receitas. Além disso, também é a estrela dos churrascos de final de semana, sendo considerada um dos ingredientes indispensáveis.

Ou seja, o consumo é alto e o custo é baixo, por isso, é uma ótima alternativa para o empreendedor que quer fazer suas próprias receitas. Acredite, não é preciso fazer grandes investimentos para começar a produzir linguiças artesanais e os ingredientes usados também não são de alto custo.

Quais ingredientes básicos posso usar para fazer linguiça?

Basicamente, os ingredientes usados para fazer linguiça são:

  • carne: normalmente, pernil ou lombo de porco;
  • algum tipo de gordura para que a linguiça não fique seca. Pode ser bacon ou toucinho, por exemplo;
  • temperos a gosto;
  • água para dar liga;
  • sal de cura, que ajuda a preservar o alimento e inibe a contaminação por bactérias e fungos;
  • tripa natural, que vai revestir a linguiça. No caso de linguiça para churrasco o ideal é utilizar calibres mais grossos, como o calibre 32/34 por exemplo.

Além desses ingredientes, é preciso também ter alguns equipamentos que facilitam o trabalho, como o moedor de carne e o enchedor de linguiça. Para fazer linguiças diferenciadas, o ideal é apostar em especiarias que possam adicionar um sabor extra ao alimento.

Usar variados tipos de pimentas, queijos com o sabor mais intenso, como o provolone, ervas frescas que dão mais sabor, como o tomilho, e até mesmo um toque de vinho pode fazer toda a diferença no produto final.

Como fazer a linguiça passo a passo?

Com os ingredientes selecionados e os equipamentos adequados, a produção é simples. Veja o passo a passo a seguir:

  • comece moendo a carne e a gordura escolhida juntas;
  • depois, adicione os temperos a gosto e os demais ingredientes, amassando tudo até formar uma massa com textura pegajosa;
  • o próximo passo é embutir a massa na tripa;
  • finalize amarrando as pontas das tripas e, depois, torcendo os gomos.

Uma dica muito importante é sempre trabalhar com os ingredientes bem gelados, ou seja, depois de moer a carne e a gordura, deixe-as descansando no congelador até quase congelarem. Para facilitar, você pode usar uma batedeira para misturar os ingredientes.

Depois que a linguiça estiver pronta, o ideal é que ela descanse na geladeira por, pelo menos, 12 horas antes de ser assada. Como você pôde perceber, o processo é simples e você pode usar toda a criatividade para criar muitas receitas.

Depois dessas dicas sobre como fazer linguiça de churrasco, aproveite para curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro das nossas novidades!

Receita de linguiça de porco: descubra como fazer!

As linguiças artesanais têm sido cada vez mais apreciadas pelos consumidores, pois podem ser encontradas em diferentes versões e agradam aos mais variados paladares. Quem trabalha com a comercialização de alimentos deve ficar de olho nisso para valorizar o negócio, e pegar uma boa receita de linguiça de porco é um ótimo começo.

Se você tem interesse no assunto, este post vai ajudar bastante. Nos tópicos abaixo, vamos explicar quais são os ingredientes da receita de linguiça de porco, os equipamentos necessários e os cuidados importantes para o preparo. Confira!

Quais são os ingredientes necessários?

O primeiro passo para fazer uma linguiça de porco de qualidade é escolher uma carne de boa procedência — dica que vale para a produção de qualquer alimento. Como ela é a principal matéria-prima desse embutido, é preciso ter atenção especial.

Uma receita básica de linguiça precisa dos seguintes ingredientes e utensílio:

  • pernil de porco moído;
  • toucinho sem o couro;
  • tripa de porco;
  • alho;
  • pimenta-do-reino;
  • sal;
  • ervas a gosto;
  • barbante para amarrar a linguiça.

A sua receita sempre deve conter: carne, um tipo de gordura para não ficar seca, temperos a gosto e a tripa para finalizar. Aliás, tente usar as tripas naturais, que antes de serem preenchidas precisam ficar de molho em uma mistura de água e vinagre por cerca de 30 minutos.

Em seguida, deve-se enxaguar a tripa antes de preenchê-la com a carne. Esse procedimento requer o uso de um funil e o cuidado de não deixar espaços com bolhas de ar. Depois que ela estiver cheia, é só fazer as amarrações com barbante para separar os gomos.

Quais equipamentos usar?

Basicamente, os equipamentos necessários são um moedor de carne e o enchedor de linguiça, que pode ser um funil, elétrico ou à manivela. Claro que você pode adquirir a carne já moída, mas para quem quer se certificar quanto aos mínimos detalhes da receita e produzir tudo, o ideal é adquirir um moedor.

Inclusive, há enchedores de todos os preços e tamanhos, do básico e barato funil até máquinas elétricas que custam mais. Ou seja, de acordo com o seu orçamento, invista na opção mais adequada para a realidade do negócio.

Como preparar e quais os cuidados?

A produção de uma linguiça saborosa e com a textura perfeita exige que todos os ingredientes sejam muito bem misturados. A massa precisa ficar homogênea e pegajosa, para evitar que a linguiça fique seca.

Para preservar a gordura do produto final, sempre trabalhe com a carne o mais gelada possível. Inclusive, uma dica é deixá-la um tempo no congelador antes do processo de moagem. A quantidade de tempero pode variar de acordo com o gosto, mas quanto ao sal, a média é de 10 g para cada 500 g de carne.

Todas essas dicas servem para a produção de qualquer tipo de linguiça. Os ingredientes serão quase os mesmos. Só o tipo de carne deve mudar e, às vezes, o tempero também. Mas você já percebeu que o processo não é difícil e que a criação de linguiças artesanais pode ser uma excelente estratégia de negócios.

Gostou da receita de linguiça de porco e dos macetes que nós demos? Aproveite para aprender também como escolher o moedor de carne ideal!

Tripa de colágeno para linguiça: quais são os seus diferenciais?

Quem costuma produzir linguiças, seja para consumo da família, seja em produções para revenda, sabe que um dos pontos mais importantes do produto é a tripa. Isso porque ela é responsável por grande parte do sabor, da textura e, até mesmo, da aparência do alimento. Sem falarmos, é claro, das questões de higiene alimentar.

Para atender a todos esses requisitos e garantir a qualidade do seu produto, uma boa opção é a tripa de colágeno para linguiça. Você já conhece esse item? Sabe quais são os seus diferenciais e onde encontrá-lo? Continue a leitura para descobrir!

Saiba o que diferencia as tripas de colágeno das tripas naturais

A seguir, vamos explicar as principais características que diferenciam esses dois tipos de tripa para linguiça. Confira!

Tripas naturais

Como o nome já diz, são as tripas do próprio animal. Há fornecedores que higienizam o intestino do porco — geralmente, sem aditivos químicos, apenas com água e sal. O que conta a favor desse tipo de tripa é que ele é orgânico, costuma ser mais bem digerido pelo nosso corpo, assim como valoriza mais o sabor e a aparência da linguiça.

O ponto negativo é justamente a questão da higiene. É preciso encontrar um fornecedor de altíssima qualidade, pois além de limpas com perfeição, as tripas naturais não podem exalar um cheiro forte — o que é bastante comum.

Tripas de colágeno

Elas são produzidas a partir do colágeno do próprio animal, ou seja, ainda é um produto mais natural. A grande diferença está na sua textura, que é mais grossa. É por isso que muitos consumidores retiram a tripa na hora que vão preparar ou comer a linguiça.

Em contrapartida, o fato de serem mais firmes auxilia na produção, uma vez que essa característica facilita o seu manuseio e diminui o risco de estourar as linguiças. Assim, com mais segurança, você não perde tempo nem dinheiro por causa de desperdício do produto.

Por falar em dinheiro, eis aqui outra vantagem de escolher as tripas de colágeno: normalmente, o preço delas é mais baixo. Além disso, elas permitem a padronização das linguiças e são mais higiênicas se comparadas às opções naturais.

Descubra onde comprar tripa de colágeno para linguiça

Podemos encontrar praticamente de tudo à venda na internet, inclusive tripa de colágeno para linguiça. Mas, por se tratar de um produto que será destinado à produção de alimentos, vale a pena buscar um fornecedor sério e de confiança, que ofereça produtos de alta qualidade.

A Zafe é uma empresa referência em food service e equipamentos que podem ajudar a melhorar os lucros do seu negócio. Lembre-se de que é a qualidade do seu produto que está em jogo. Você não quer perder clientes, certo? Portanto, escolha a melhor tripa de colágeno para linguiça e garanta o sabor e o sucesso dos seus embutidos!

Que tal dar uma olhada no que a Zafe tem a oferecer? Acesse o nosso site e conheça as opções de tripas que temos para contribuir com a sua produção de linguiças artesanais!

Entenda aqui como fazer uma saborosa linguiça calabresa

Não é por acaso que a linguiça calabresa é uma das queridinhas dos brasileiros. Além de deliciosa, essa iguaria embutida vai muito bem em diversas receitas, assim como é um ótimo acompanhamento para vários pratos e para aquela cervejinha gelada.

Uma curiosidade é que, no início, essa delícia era preparada com uma grande quantidade de pimenta calabresa — daí o nome. No entanto, com o passar do tempo, o teor apimentado diminuiu.

E você, sabe como fazer linguiça calabresa? Se a resposta foi não, é só continuar lendo este artigo para aprender!

Afinal, como fazer linguiça calabresa?

Para começar, é preciso saber que esse tipo de linguiça é preparado exclusivamente com a carne e a gordura suínas. Veja agora outros detalhes importantes que envolvem o processo.

Equipamentos e materiais necessários

Se você já trabalha com o preparo de linguiças, certamente não vai encontrar grandes dificuldades para fazer essa versão da calabresa. Para o preparo do embutido, serão necessários:

  • uma máquina de moer carne (ou se você estiver preparando um produto mais artesanal, uma boa faca, para picar a carne “na ponta da faca”);
  • um canhão para embutir;
  • um defumador.

Modo de preparo

As linguiças calabresas podem ser curadas ou defumadas.

Aquelas que são curadas recebem um tratamento térmico que as fazem perder água e ficarem mais compactas. Essas são as mais apetitosas para incrementarem feijões, lentilhas, sopas, cozidos e, também, pizza.

As defumadas podem ser feitas com um defumador caseiro ou de tambor, caso a sua produção seja pequena. Também há opções de defumadores artesanais que você pode fazer em casa. São bacanas por deixarem o seu embutido com um sabor único.

Temperos que podem ser utilizados

Como dissemos, apesar de o nome fazer referência à pimenta calabresa, não é necessário exagerar no condimento — fica ao gosto do freguês. Se você está produzindo para revender, uma boa dica é fazer dois tipos de linguiça: uma com mais pimenta e outra com menos. Assim, não corre o risco de decepcionar o seu cliente, que vai saber exatamente o que está levando para casa.

Além disso, são utilizadas carnes e gorduras de porco (de preferência, picadas), sal, temperos ao seu gosto e conservantes. Algumas especiarias que podem dar um sabor todo especial ao seu produto são a erva-doce e a manjerona. Vale a pena experimentar!

E não podemos nos esquecer das tripas para linguiça. As mais comuns são as naturais e as de colágeno.

Erros que devem ser evitados

Algumas falhas podem colocar a linguiça calabresa em risco, e a maioria das regras vale para todos os tipos de embutidos. Os erros mais comuns que você precisa evitar são:

  • trabalhar com a carne em temperatura ambiente — para facilitar o manuseio e não ver a linguiça “desmontar” durante o preparo, deixe a carne no congelador por cerca de uma hora antes do manuseio;
  • misturar mal a carne já moída — a linguiça ficará quebradiça se você pecar nessa etapa;
  • não comprimir bem a carne no canhão — isso levará à formação de bolhas de ar na massa;
  • não deixar a linguiça descansar — é recomendável que, depois de pronto, o embutido fique na geladeira de um dia para o outro;
  • não mergulhar em água gelada após o fim do processo — realizar esse processo mantém a linguiça mais firme.

Viu como fazer linguiça calabresa não é uma tarefa difícil? Se você comercializa embutidos e ainda não oferece esse tipo de produto, comece agora mesmo! O sabor agrada a diferentes paladares e é garantia de sucesso para o seu negócio.

Já está com água na boca para apreciar uma linguiça calabresa acebolada? Antes disso, compartilhe este post em suas redes sociais para que seus amigos também conheçam os segredos dessa iguaria deliciosa.

Como ganhar dinheiro em casa fabricando linguiça artesanal?

como-ganhar-dinheiro-fabricando-linguiça-em-casaNosso país não está vivendo a melhor fase econômica e provavelmente você tem ciência disso. Em tempos como, saber como ganhar dinheiro em casa representa mais do que a oportunidade de ter uma renda extra – pode ser a oportunidade de se criar um negócio para você e sua família.

Para os amantes de carne e pessoas com um certo cuidado na cozinha, a fabricação de linguiças artesanais pode ser um excelente opção para ganhar esse sonhado dinheiro.

Acontece, é claro, que não basta ter a ideia ou a vontade de iniciar essa produção de embutidos, é necessário saber como por em prática esse projeto.

Para te ajudar nessa tarefa, criamos esse post para tirar algumas de suas dúvidas e te instruir. Para verificar as dicas, continue lendo.

Por que trabalhar em casa?

Trabalhar em casa é uma ótima opção tanto para quem quer ganhar uma grana extra, como para quem quer tentar um negócio próprio. E requer o mesmo esforço de qualquer outro trabalho, porém com algumas vantagens se comparado ao modelo tradicional do mercado.

Além de permitir que o profissional mantenha uma relação mais presente com a família, com uma boa administração você pode ganhar até mais do que em um emprego com carteira assinada e ter mais qualidade de vida se escolher uma atividade que gosta.

Sem falar na economia de tempo e dinheiro, já que você não precisará enfrentar o trânsito todos os dias nem gastar com passagem e alimentação em restaurantes. O conforto de estar em sua casa também não tem preço.

Mas é claro que para isso, é necessário trabalhar sua mente para que, apesar de estar em casa, você consiga criar um rotina de trabalho. E a família precisa ajudar nisso também.

Mesmo que as pessoas que moram com você não trabalhem na fabricação de linguiças, elas precisam entender que enquanto você estiver trabalhando elas devem evitar chamá-lo por qualquer motivo.

Como ganhar dinheiro em casa fabricando linguiça artesanal?

Estude o mercado e entenda os nichos em alta

A questão não é apenas se sair bem na fabricação de linguiça, é indispensável estudar o mercado — sobretudo o mercado local — para que você saiba como se diferenciar e entender como trabalhar o preço de vendas do seu produto e locais onde vender.

Estabeleça uma rotina de trabalho

Essa é uma parte crucial para quem quer ganhar dinheiro em casa — o seu negócio não vai fluir se você não se dedicar e seguir um horário. Independente se for um ganho extra ou o inicio de um negócio, não opte por trabalhar de qualquer jeito.

Defina a carga horária que você vai trabalhar por dia, assim fica fácil dar conta de todas as suas obrigações e garantir que o seu negócio cresça.

Também é importante definir um local para trabalhar, mesmo que seja uma parte de um cômodo. Depois dessas definições, comunique às pessoas que moram com você para que respeitem esses horários e local.

Escolha um local para vender suas mercadorias

ganhando-dinheiro-linguiça-artesanal

Depois de verificar as demandas, você vai precisar escolher um local para vender as linguiças artesanais. A internet é uma excelente ferramenta para a venda de produtos, você pode criar sua própria loja virtual ou até mesmo usar as redes sociais para vendê-las.

Caso essa não seja um opção viável, você pode fornecer o seu produto para açougues, casas de carnes ou até supermercados.

Dicas para fabricar linguiça artesanal

Para fabricar linguiça artesanal é necessário alguns cuidados especiais, principalmente usando ingredientes e utensílios de qualidade. Também é importantíssimo manter a carne em temperatura baixa, assim não terá erro no produto.

Todo o procedimento merece muita atenção, seguindo o passo a passo sua linguiça artesanal vai ser um sucesso.

Viu como é possível ganhar dinheiro em casa? Trabalhar com o que se gosta é incrível, embora se tenham tarefas a serem cumpridas no dia a dia, não dá para chamar tudo de obrigação.

Além de todos os benefícios, a sua motivação no trabalho será muito maior do que qualquer outro emprego.

Gostou das nossas dicas de como ganhar dinheiro em casa? Aprenda também o passo a passo de como fazer linguiça artesanal.

Como calcular preço de venda da linguiça artesanal?

custo-linguiça-artesanal

Todo mundo que fabrica linguiça, principalmente as famosas linguiças artesanais deve se preocupar em saber como calcular o preço de venda de seu produto. Essa é uma etapa muito importante e que merece bastante cuidado, afinal o preço deve ser justo para que não espante os clientes e também para que o empreendimento não fique com prejuízo.

Com o preço ideal, o produto favorece a todos, inclusive faz o seu negócio se destacar entre os demais, já que o preço pode ser um diferencial competitivo.

Quer saber como calcular o preço de venda da linguiça que você fabrica? Continue a leitura!

O que é preço de venda de um produto?

Para resumir, preço de venda é o valor que a uma empresa cobrará pelo produto que ela produz, nesse caso a linguiça artesanal ou comum. Mas, se engana quem acha que só é preciso pensar em um preço e pronto.

Na verdade, o preço precisa ser calculado. E além disso, depois de definido é preciso verificar se é suficiente para cobrir todos os custos obtidos na produção da linguiça.

Calculando os custos, despesas e o lucro que se espera, você saberá o preço ideal para vendê-la. Para explicar melhor:

Custos

Um custo é quanto a sua empresa gasta para produzir o que será oferecido aos clientes.

Despesas

Uma despesa é quanto a sua empresa gasta para vender um serviço ou produto e, assim, gerar receitas.

Lucro

É o retorno que a sua empresa terá ao vender um produto ou serviço. O lucro é o dinheiro que irá financiar o crescimento do negócio.

Essa é uma das formas de definir o preço de venda de um produto. Em um primeiro momento, entender uma estrutura genérica é melhor do que procurar cálculos complexos. Você só precisa, é claro, identificar os custos, despesas e margem de lucro necessária para que seu negócio de vendas de linguiça artesanal seja viável.

Como calcular o preço de venda do seu produto?

Imagine que os custos com os ingredientes da linguiça mais o salário de um funcionário somem R$10,00; as despesas com impostos e despesas fixas proporcionais (água, luz, aluguel, etc.) somem R$ 5,00 e a margem de lucro definida seja de R$5,00 (ou 50% sobre os Custos). Nesse caso, o preço de venda da linguiça artesanal seria de R$ 20,00.

O valor final deve ser o suficiente para bancar todos os custos envolvidos na sua produção, as despesas com impostos, o pagamento dos funcionários e ainda garantir a margem de lucro que você definir.

linguica-artesanal-preço

Dica: Com o preço de venda definido, faça uma comparação entre o seu preço de venda e o preço cobrado pelos seus concorrentes. Isso irá mostrar se a sua empresa está dentro da competição no mercado e se é preciso baixar ou até mesmo aumentar sua margem de lucro.

Venda por um preço justo

Querer ganhar demais em cima de um produto não é nada sustentável para os negócios. Além disso, é importante pensar no quanto você ganhará vendendo em quantidade se o seu produto tiver um preço acessível para todos.

Com um preço muito alto, a quantidade de venda pode cair e sua empresa pode não obter o valor estimado. O importante é conseguir arcar com os custos no geral e ainda ter assim ter um lucro bom — e para isso não é necessário e nem justo cobrar a mais.

[BÔNUS] Planilha de formulação e cálculo de custo

Para te ajudar a descobrir o preço de venda da linguiça artesanal ou tradicional que você pretende vender, nossa  equipe preparou uma planilha de formulação, que irá te auxiliar a definir a quantidade de cada condimento e aditivos que deverão ser utilizados e também um cálculo de custo desses ingredientes e matéria-prima.

Faça o download, preencha com informações do seu negócio e use no dia a dia da sua fabricação.

[email-download download_id=”13561″ contact_form_id=”13563″]

Depois de somar esses pontos que citamos e verificar o preço da concorrência, se tornará muito mais fácil a definição do valor. Não se esqueça que a formação de preço de venda afetá positiva ou negativamente suas vendas e o desempenho da sua fabricação.

Agora que você já sabe como calcular preço de venda da linguiça artesanal, confira também nossas dicas para fabricar linguiças em casa!

Dicas de Gestão: o que você precisa saber para vender linguiças artesanais e ter lucro

dicas-gestao-fabricacao-linguiça-artesanalBoas dicas de gestão podem salvar o seu negócio antes mesmo que ele afunde, afinal, uma empresa sem gestão pode não ir muito longe.

São muitas responsabilidades a serem assumidas e isso conta bastante para o sucesso do negócio. Com base nisso, separamos 5 dicas para ajudar a gestão do seu empreendimento.

Embora pareça simples abrir um açougue ou iniciar a fabricação de linguiças artesanais, administrar todos os detalhes pode não ser a tarefa mais fácil do mundo.

Quer saber como ter uma boa gestão no seu negócio e garantir boas vendas? Continue lendo.

Dicas de gestão

Planejamento

Sem planejamento se torna bem mais difícil alcançar os objetivos de uma empresa. Além disso, a falta dessa prática é um dos principais motivos pela qual muitos negócios encerram suas atividades antes mesmo de se estabilizarem.

Portanto, é essencial fazer planos para o seu negócio e testá-los o quanto antes, desse modo não se perde muito tempo e evita prejuízo caso a ideia seja invalidada.

Todo planejamento precisa ser bem elaborado, para isso precisa-se de informações relativas.

Como a clientes, fornecedores, capacidade de prestar serviços, produzir, vender e outras. Não se esqueça que a próxima etapa será botar todo esse plano em prática.

Controle financeiro

Falando em dicas de gestão, não poderíamos deixar de falar sobre controle financeiro. Essa é uma das partes mais importantes e sensíveis em um empreendimento.

Sabendo lidar corretamente com as finanças, garante que você não se descabele quando precisar investir em materiais, pagar funcionários, etc.

gestao-açougue

Ter um plano de orçamento de pelo menos um ano é muito recomendado para empreendedores iniciantes. Em caso de aperto, a empresa terá um orçamento para investir no que for necessário.

Outro cuidado que se deve ter é para não misturar finanças pessoais com finanças da empresa. Cada uma delas deve ter seu próprio fundo, assim você saberá se está tendo ou não lucro.

Outra dica importante é anotar todas as despesas e vendas da empresa. Para isso você pode utilizar um sistema de gestão financeiro, uma planilha ou até o mesmo um caderno. O fundamental é ter tudo listado para que futuramente seja possível voltar e analisar a saúde financeira do negócio.

Cuide da gestão administrativa

Para cuidar da gestão administrativa é necessário muita responsabilidade, o sucesso da empresa depende disso. A contratação de um profissional da área pode ser de grande ajuda.

Nem todo empreendedor tem experiência em administração e isso não pode ser um empecilho para iniciar a fabricação de linguiças nem suas vendas.

Nesses casos, cursos de gestão rápidos oferecidos por instituições como o SEBRAE podem ser de grande ajuda. A falta de hábitos em gestão administrativa é um grande risco para seu negócio.

Formalize o seu negócio

De início, muitos empreendedores optam por não formalizar o seu negócio — alguns por medo e outros para fugirem de impostos.

Mas, essa é uma opção pouco viável. Apesar de evitar alguns gastos, você também evita que a sua empresa cresça e se de desenvolva. Além do que, existem modalidades de empresas como o MEI que é uma excelente modalidade para iniciar uma empresa e desenvolvê-la.

fazer-linguiça-artesanalDica de gestão bônus: conheça seus clientes

Conhecer seus clientes pode ajudar bastante a tomar iniciativas que os fidelizem, principalmente quando se trata dos produtos que você comercializa em sua loja.

Conhecendo mais a fundo as necessidades dos clientes, fica mais fácil oferecer os produtos que eles mais usam e fazer vendas casadas — aumentando o faturamento do seu negócio.

Além disso, as pessoas buscam facilidade hoje em dia. Dessa forma, se você vende linguiças artesanais para churrasco e tem também o carvão, é provável que o cliente prefira comprar com você, à procurar uma loja ou açougue que só venda um dos produtos.

Com todas essas dicas, o seu empreendimento vai seguir pelo caminho certo e garantir que os produtos sejam vendidos assim como se espera. Toda e qualquer empresa precisa desses cuidados na gestão e em um açougue não poderia ser diferente.

Assim como a gestão, pensar em como vender linguiça artesanal é fundamental.

Agora que você já conhece essas dicas de gestão, asssine nossa newsletter e receber mais conteúdos como este!