Confira 5 tipos de linguiça que você pode produzir e vender!

Seja em uma refeição, na hora do lanche ou em um bom churrasco, a linguiça tem o seu lugar garantido no prato dos brasileiros. E não é para menos: é muito sabor e versatilidade em um único produto!

São diversos os tipos de linguiça disponíveis — que, além das carnes, variam bastante nos temperos. Se você já está no ramo da produção de linguiças artesanais, sabe quais são os preferidos da sua clientela. Mas lembre-se de que é sempre bom inovar e oferecer novas opções para expandir o seu negócio. Por isso, vamos listar 5 tipos de linguiça que você pode começar a produzir agora mesmo. Confira!

1. Mista

As linguiças puras são aquelas que levam apenas a carne de um animal em sua composição. Já as mistas são feitas a partir do blend de duas carnes, como gado e porco ou, ainda, porco e ave.

A vantagem da linguiça mista é que é possível obter uma boa medida de gordura de forma mais natural e um sabor diferenciado. Ou seja, a chance de a sua linguiça mista ser exclusiva é bastante grande, já que foi você quem fez a mistura.

2. Pernil

Tendo apenas a carne de pernil em sua composição, essa linguiça vai se diferenciar pela alta qualidade de seu ingrediente e sabor delicioso. Uma característica dessa carne é que ela não se desfaz no corte, fazendo com que seja perfeita para churrascos e aperitivos.

Outro ponto positivo desse ingrediente são as diferentes combinações de tempero, já que a carne de pernil vai bem com muitas opções — e por ser uma carne só fica mais fácil combinar.

3. Frango

De sabor mais leve, com uma textura diferenciada e bem menos gordurosa, a linguiça de frango agrada muitas pessoas que não gostam do sabor mais forte da linguiça de porco ou de gado. Suas possibilidades de combinações também são grandes e podemos citar entre as melhores as ervas e uma pimenta mais leve, como a biquinho.

4. Calabresa

Apesar de ter um processo um pouco mais trabalhoso (pois, geralmente, a linguiça calabresa precisa ser curada ou defumada), esse é um produto que vale a pena tanto pela experiência da produção como comercialmente, já que tem grande aceitação pelo consumidor.

Além disso, esse é um produto bastante versátil, muito procurado para pizzas, receitas variadas e tábuas de frios. Ou seja, o lucro é certo! Feita exclusivamente com carne suína, a linguiça calabresa leva a pimenta calabresa (obviamente) mais ou menos picante, ao gosto do freguês ou do produtor.

5. Toscana

A queridinha dos brasileiros não poderia ficar de fora de nossa lista! De cor rosada e em gomos redondinhos, a linguiça toscana vai bem nos preparos culinários e, claro, em churrascos. Em sua receita são utilizados, tradicionalmente, a carne suína, temperos e condimentos — além da pimenta, que pode estar presente ou não.

Esses são apenas alguns tipos de linguiça que podem estar presentes em seus produtos artesanais. Como dissemos, é válido perceber e investir no gosto da sua clientela, apostar em algumas opções clássicas (que agradam a todos), mas também tentar diferenciar o seu cardápio para atrair sempre mais clientes e ser reconhecido pela sua inovação!

Se você gostou deste conteúdo e quer saber mais sobre linguiças, opções de preparo e equipamentos para produção, siga a Zafe nas redes sociais. Estamos no Facebook e no Instagram!

Não perca 4 dicas para organizar finanças quando se trabalha com vendas

Independentemente do ramo de negócio, desde o início é fundamental organizar as finanças a fim de que tudo siga conforme o esperado: com capacidade de atender às demandas e lucro suficiente para expandir a empresa e conseguir cuidar das necessidades pessoais. Apesar de óbvia, essa não é uma tarefa fácil — e muitos empreendedores (pequenos ou grandes) acabam se perdendo em meio a tantos números, papéis e metas.

O resultado pode ser desastroso não apenas nas finanças, mas também na produção. Afinal, se você não consegue se organizar, dificilmente vai conseguir se concentrar e focar em seus produtos e suas vendas. Quer saber, então, como manter a organização do seu negócio e vê-lo crescer? Então continue a leitura e conheça 4 dicas simples que ajudarão nessa tarefa.

1. Defina metas

“Quando a gente não sabe para onde vai, qualquer caminho serve”. A frase dita pelo gato do lúdico filme Alice no país das maravilhas é extremamente válida para a vida e os negócios.

Se você não tem bem-definidas as metas da sua empresa, ela pode acabar indo para qualquer lugar — tanto o sucesso inesperado quanto o fracasso. Por isso, é fundamental definir os passos do negócio (e aonde eles o levarão) a curto, médio e longo prazo. Assim que esses pontos estiverem traçados, pense no que você precisa para chegar até cada um deles e não saia do seu caminho.

2. Separe a sua conta pessoal da conta da empresa

Um grande erro cometido pelos gestores é não separar as contas pessoais e empresariais — achando, assim, que a pessoa física tem muito dinheiro quando, na verdade, todo o valor está comprometido pela pessoa jurídica.

Ao não fazer essa separação, você pode acabar tirando “só um pouquinho” da renda da empresa para resolver um problema pessoal e, quando perceber, o negócio estará desfalcado, sem condições de arcar com os seus custos. A partir daí é fácil a situação virar uma bola de neve, o que torna difícil a resolução.

3. Destine um valor para ser investido

Ainda que a sua empresa esteja nova em folha e que atualmente você não veja a necessidade de investir em mais nada, tenha sempre em mente que o mercado se renova muito rapidamente e que é preciso acompanhá-lo para não ficar para trás.

Por isso, é interessante definir desde o início um valor que será separado para futuros investimentos, quando necessários. Dessa forma, o seu negócio não se tornará obsoleto e sempre terá um valor em caixa para aproveitar boas oportunidades e sazonalidades.

4. Aposte em boas e úteis ferramentas

Hoje em dia existem muitas ferramentas que otimizam o trabalho de qualquer tipo de empreendimento. A tecnologia e as boas ideias estão aí para ajudar os gestores que têm uma visão empreendedora. Se você trabalha com no ramo de alimentos, por exemplo, vale a pena encontrar um bom parceiro e fornecedor de equipamentos e produtos que otimizem e tragam mais diferenciais ao seu serviço e, consequentemente, ao seu produto final.

Viu só? Com apenas 4 dicas é possível organizar as finanças e manter toda a sua empresa bem-estruturada para enfrentar os desafios, os concorrentes e crescer no mercado. E se você está começando nesse universo do empreendedorismo, confira como fazer isso agora mesmo em nosso artigo sobre como montar uma lanchonete.

Descubra onde comprar tripa para linguiça!

Na produção de linguiças, sejam elas mais caseiras ou fabricadas em maior quantidade, a tripa é um dos ingredientes principais. Isso porque, apesar de muitas pessoas acharem que ela é apenas o invólucro do produto (que segura a carne, para a linguiça não desmanchar), também é responsável por grande parte da textura e do sabor do produto final.

Mas onde comprar tripas para linguiça? Primeiramente, é fundamental escolher um fornecedor de qualidade e confiança. Afinal, estamos falando da produção de alimentos — e, nesse ramo, todo cuidado com a saúde e a segurança das pessoas é pouco. Se o seu produto prejudicar um cliente, por exemplo, não adianta você culpar o fornecedor da tripa: é o seu negócio que vai estar arruinado.

Por isso, vamos mostrar agora como identificar fornecedores confiáveis para as suas compras de tripas de linguiça. Confira!

Conheça os diferentes tipos de tripa

Para saber o que exigir, é preciso conhecer aquilo que você está comprando. Afinal, como definir se uma tripa natural ou de colágeno, por exemplo, está em boas condições de uso se você não sabe reconhecer as suas características?

Vá atrás de todas as opções disponíveis do mercado, toque, prove, faça testes e defina a melhor tripa para o seu tipo de produto. Somente dessa maneira você poderá fazer as compras certas — e exigir do seu fornecedor qualidade, sempre.

Demande o Selo de Inspeção de Alimentos de Origem Animal

Além de resguardar a segurança dos produtos comercializados, os Selos de Inspeção de Alimentos de Origem Animal garantem o cumprimento das legislações e os regulamentos técnicos de identidade e de qualidade. Eles também evitam fraudes e a comercialização de itens clandestinos. Ou seja, são totalmente indispensáveis!

A legislação segue o Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal (RIISPOA): um documento completo que dita as regras sanitárias desse mercado.

Ao adquirir as tripas para linguiça com esse selo, você está garantindo a compra de produtos seguros — visto que os itens de origem animal são bastante suscetíveis a contaminações e à proliferação de fungos e bactérias.

Considere a qualidade do atendimento

Uma boa forma de avaliar a qualidade de um produto é perceber como ele é ofertado. Você já reparou, por exemplo, que as grandes empresas de seus segmentos prezam pelo atendimento ao cliente — que, geralmente, é impecável?

Pois bem, independentemente de onde comprar tripas para linguiça, fique de olho a detalhes, como:

  • capacidade de atendimento;
  • conhecimento dos atendentes sobre aquilo que vendem;
  • organização do local;
  • logística de entrega;
  • higiene do espaço (caso a loja seja física);
  • possibilidade de visita e contato (caso a loja seja virtual).

Procure produtos on-line

Acabamos de citar a loja virtual e, sim, é perfeitamente possível fazer as suas compras de tripas de linguiça em um e-commerce. As grandes vantagens desse tipo de estabelecimento são a grande variedade, a comodidade e um atendimento mais especializado.

Um fornecedor confiável pode permitir que você produza as suas linguiças mesmo morando em uma cidade onde seja difícil encontrar insumos e equipamentos. Como dissemos, fique atento ao atendimento (por telefone ou chat), procure pelas marcas oferecidas no site (que podem ser um bom indicativo das parcerias que essa empresa é capaz de fazer) e veja se ela possui uma loja física, para trazer mais confiança.

Esses são alguns pontos que merecem a sua atenção ao decidir onde comprar tripas para linguiça. Lembre-se que a qualidade de seus fornecedores será diretamente refletida na qualidade do seu produto. Por isso, exija o melhor.

Quer saber mais sobre a segurança dos produtos de origem animal e a sua inspeção? Confira o nosso artigo sobre o SIF!

Afinal, como vender mais linguiças e melhorar os lucros do negócio?

A procura por produtos gourmet segue crescendo e a fabricação de linguiças artesanais desse segmento está em alta. A valorização dos produtos feitos à mão torna esse mercado atraente e promissor. Além disso, com poucos recursos e maquinário adequado você pode obter uma excelente margem de lucro. Mas não é só isso: para termos sucesso nesse ramo devemos saber como vender mais que a concorrência.

Primeiramente precisamos chamar a atenção do cliente para o que estamos vendendo: companheira inseparável do churrasco e ingrediente obrigatório na feijoada, hoje as linguiças passaram de coadjuvante para ocupar um lugar nobre na mesa. Para explorar melhor essa tendência e aumentar seus lucros, continue a leitura deste texto e conheça 5 dicas sobre como vender mais essa iguaria!

Tenha um atendimento personalizado

O cliente que aprecia o trabalho artesanal é exigente e curioso sobre os processos utilizados. Se você oferecer um atendimento personalizado valorizará ainda mais as qualidades do seu produto. Pequenas atitudes no dia a dia fazem uma grande diferença, como chamar seu cliente pelo nome. Parece pouco, mas tem um valor enorme na mente do consumidor. Trabalha com e-commerce? Sem problemas: a tecnologia permite que você também preste uma experiência personalizada para cada um.

Se você ainda não atua na internet, comece a investir nisso. Afinal, o público que aprecia cortes nobres de carne e linguiças artesanais está conectado grande parte do tempo. Hoje já existem sites especializados atendendo exclusivamente online e você não pode ficar de fora.

Mantenha um bom relacionamento

O bom relacionamento é fundamental para a fidelização dos seus clientes. Conversar, sugerir novos sabores, dar receitas e dicas de preparo para não fazer feio na hora do churrasco são bons exemplos. Transforme seu cliente em amigo e ele se tornará seu maior vendedor.

Mantenha também um bom relacionamento com seus fornecedores. Isso auxilia muito na manutenção da qualidade dos serviços e, certamente, vai ajudar na negociação. Quando chegar a hora, expanda sua produção. Comece a vender para supermercados ou mercearias de bairro. Busque conhecer os clientes deles e oferte o produto mais adequado ao perfil que eles atendem. Conquiste um parceiro de negócios que ajude no crescimento da sua empresa.

Trabalhe apenas com produtos de qualidade

Quando se trata de alimentos é preciso ter uma atenção redobrada com a origem e qualidade dos insumos. Se você está investindo em linguiças artesanais e quer saber como vender mais, tenha em mente que seu cliente é diferenciado. Ele conhece os melhores ingredientes, temperos e está disposto a pagar mais por isso.

Escolha bem seu fornecedor. Analise o investimento que ele faz em saúde e na excelência dos produtos ofertados. É o que fará diferença no seu negócio.

Conheça o cliente ideal

O público consumidor de linguiças artesanais é apreciador da carne. Se você estiver começando no negócio, seu cliente ideal dificilmente será vegetariano. Portanto, comece investindo em sabores de boa aceitação. Aos poucos, vá testando novas receitas, atraindo novos consumidores.

Caso você já tenha uma clientela fiel e queira aumentar sua fatia de mercado, pode ser uma boa ideia experimentar ingredientes exóticos, pimentas variadas e até mesmo uma linguiça vegetariana. Existem tripas que não levam ingredientes de origem animal que podem ser utilizadas. Se der certo, você terá mais uma opção para incrementar o lucro.

Promova degustações

Agora que você inventou uma nova receita de linguiça, como saber se as pessoas vão gostar? Simples: ofereça degustações! Promova eventos de lançamento — consumidores gourmet adoram uma novidade e vão aparecer em peso na sua loja. Se você trabalha com outros produtos, ofereça o novo sabor como brinde nas compras de seu cliente. E diga para ele voltar e dar uma avaliação.

Essas foram 5 dicas para você saber como vender mais linguiças e melhorar os lucros na sua empresa. Comece a aplicá-las ainda hoje e invista seus recursos para conhecer seu mercado. Escolha o público com maior potencial de compra e dedique seu tempo a eles. O dinheiro será consequência direta dessas ações.

Gostou das nossas dicas? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude a promover essa ideia em seu networking.