Confira as 4 principais tendências de alimentação para 2020

Ficar de olho nas inovações do setor em que atua é uma das funções de um bom empreendedor, e não pode ser diferente para quem trabalha no ramo de alimentos. Afinal, é preciso estar por dentro das principais tendências de alimentação para conseguir oferecer novidades aos clientes e manter um negócio lucrativo.

Falando em tendências, saiba que saúde e sustentabilidade são as palavras-chave para o setor alimentício em 2020. Vamos entender melhor como esses dois fatores se manifestarão no próximo ano? Continue lendo e confira as quatro principais apostas entre as novidades em alimentação.

1. Proteína vegana

Alvo de muitos estudos e testes, a proteína vegana é uma boa aposta para os próximos anos, tanto aqui no Brasil como em todo o mundo. Isso porque a demanda por substitutos vegetais à carne está cada vez maior, tendo em vista que o número de vegetarianos e veganos só cresce a cada ano.

A alternativa nada mais é do que hambúrguer com aparência e sabor semelhantes à carne, mas feito à base de vegetais. O produto tem ganhado bastante visibilidade em países como Alemanha, Canadá e, sobretudo, Estados Unidos, onde as vendas de proteína vegana cresceram 42% de 2016 a 2019. No Brasil, o cenário também é animador.

2. Alimentos orgânicos

A preocupação com a saúde também está em alta, e isso se reflete consideravelmente na procura por uma alimentação saudável. Portanto, como a qualidade dos alimentos aparece entre as prioridades, os orgânicos têm atraído cada vez mais pessoas.

Esses alimentos são produzidos de maneira sustentável e sem uso de pesticidas e agrotóxicos. Eles levam mais saúde para a mesa do consumidor, pois concentram mais nutrientes e vitaminas. Além disso, há uma grande variedade desses produtos, como os refrigerantes orgânicos, que são bebidas livres de substâncias nocivas à saúde.

3. Mandioca como opção para dietas sem glúten

A alergia alimentar atinge, no mundo, cerca de 2% dos adultos e 8% das crianças com até 2 anos — e acredita-se que a prevalência no Brasil seja parecida. Um dos principais causadores dessa condição é o glúten e, por isso, a busca por formas de fazer dietas sem esse composto de proteínas é uma das tendências de alimentação para 2020.

Uma vez que o glúten está presente em diversos alimentos, como pães, arroz e trigo, pode ser difícil evitá-lo. Mas a mandioca se mostra uma forte candidata para ajudar nessa adaptação, por ser uma excelente fonte de energia e rica em fibras e sais minerais. Assim, espera-se que essa raiz tuberosa seja mais requisitada pelos consumidores.

4. Farinhas de frutas e vegetais

As farinhas de trigo e de mandioca integram diversas receitas, mas não são as únicas opções. Há uma expectativa de aumento no consumo de farinhas de banana, maracujá, maçã, uva, coco e demais frutas ricas em antioxidantes e substâncias que previnem o câncer, ajudam no emagrecimento e aceleram o metabolismo.

Quem também promete fazer sucesso são as farinhas feitas com leguminosas e cereais, como aveia, berinjela, feijão-branco, cenoura, couve, entre outras opções abundantes em cálcio, ferro, potássio e vitaminas.

O desenvolvimento de novas tendências de alimentação é o que mantém o ramo cada vez mais ativo. Se você trabalha ou está cogitando iniciar uma carreira no setor, tenha em mente que incluir inovações no negócio precisa ser um hábito constante para atender às demandas e atrair mais clientes.

Gostou de conhecer as principais tendências de alimentação para 2020? Compartilhe este post nas suas redes sociais para que mais pessoas saibam o que está por vir no ramo alimentício.

Tripa natural para linguiça: conheça as principais

Quem vende embutidos precisa trabalhar com produtos que ajudem a aumentar a qualidade dos alimentos. É o caso da tripa natural para linguiça, que faz o sabor penetrar mais rapidamente na massa se comparada às versões sintéticas, como as de colágeno ou plástico. Esse detalhe também facilita a “respiração” do recheio durante os processos de defumação, o que torna o preparo mais eficiente e com um sabor inigualável.

Apesar de todos esses diferenciais, tem gente que desconhece as tripas naturais mais utilizadas do momento e as suas principais indicações. Se você faz parte desse time, venha conosco e tire suas dúvidas para encontrar o melhor produto do mercado!

Os principais tipos de tripa natural para linguiça

As tripas naturais são produzidas a partir do intestino do animal. E não se preocupe: elas são higienizadas e toda a gordura é removida ao longo das etapas de produção. Elas também não apresentam aditivos químicos em suas composições (somente água e sal), o que deixa o produto mais saudável e com um sabor bastante apurado.

Mas afinal, quais os tipos de tripa natural para linguiça mais utilizados da atualidade? É o que mostramos a seguir.

Tripa suína

A tripa suína tem um calibre de tamanho mediano e, geralmente, é indicada para a produção de linguiças toscana ou mista. Já a metragem do maço pode variar de 45 m a 90 m, com a capacidade de abrigar até 65 kg de massa.

Tripa ovina

Por ter um calibre mais fino (entre 18 mm e 26 mm), a tripa ovina é uma excelente opção para quem deseja produzir linguiças de frango ou porco. Ao usá-la, é possível armazenar em torno de 25 kg de recheio, totalizando 90 m no maço.

Tripa bovina

As tripas bovinas são as que apresentam o calibre mais grosso, podendo chegar a 55 mm. Por esse detalhe, elas costumam ser usadas na produção de linguiça calabresa e até de algumas versões de salames. Além disso, vale ressaltar suas subcategorias:

  • tripa torta — calabresa, linguiças para fritar, salsichão lionês, chouriços ou salamitos;
  • tripa de fundos — salames caseiros, mortadelas, copa, linguiça de sangue;
  • tripa de bexiga — galantinas, mortadelas.

As vantagens de utilizar esse produto

A primeira vantagem de utilizar tripa natural para linguiça está na sua grande capacidade de “respiração” interna, permitindo que os processos de cocção e defumação deixem o alimento mais suculento e saboroso.

Outro ponto positivo é que a aparência do produto costuma ser mais atrativa, já que a tripa proporciona um aspecto macio e curvatura harmônica, principalmente, nas extremidades da peça. Juntos, esses elementos fazem com que a linguiça tenha uma textura ímpar e bem mais agradável na mordida.

Abaixo, listamos mais benefícios das tripas naturais:

  • facilitam a moldagem — permitem que a estrutura seja mais reta ou curva;
  • são mais elásticas — dão mais mobilidade do começo ao fim do preparo;
  • são mais permeáveis — facilitam a troca de oxigenação e de vapor com o meio ambiente;
  • são mais resistentes ao calor;
  • não interferem no sabor do recheio.

Viu só? Investir na tripa natural para linguiça é uma decisão que pode trazer inúmeros resultados positivos para a fabricação do seu produto. Quem experimenta uma vez, não quer saber de outra opção!

Portanto, aproveite para entrar em contato conosco e conhecer os diferenciais que só a Zafe pode proporcionar. Será um prazer atender você!

Produtos Tramontina: quais as vantagens para quem está empreendendo?

Qual marca vem à sua mente quando você pensa em panelas e utensílios de qualidade? É bem provável que se lembre primeiro dos produtos Tramontina, não é mesmo? Isso se deve à credibilidade que a empresa conquistou ao longo dos anos.

Quem trabalha no setor alimentício precisa estabelecer critérios para adquirir bons utensílios para o seu negócio. Sendo assim, é importante conhecer as vantagens que os produtos Tramontina (considerados as melhores opções do mercado) oferecem para quem está empreendendo.

É o seu caso? Então confira os principais diferenciais dessa marca!

Vantagens dos produtos Tramontina

A Tramontina lidera o mercado e é uma marca tradicional nas casas dos brasileiros desde 1911. E não é à toa: seus produtos carregam qualidade e durabilidade, características imprescindíveis, principalmente, para empreendedores do ramo de alimentos. Entenda melhor logo abaixo!

Segurança

Os produtos da Tramontina apresentam uma qualidade ímpar. Ao preparar alimentos nas panelas inox, por exemplo, você tem a garantia de que eles não serão contaminados com algum tipo de resíduo liberado pelo material. Assim, a saúde dos consumidores também é preservada.

Há, ainda, a questão do manuseio dos utensílios. Empreendedores do setor de alimentos sabem que é necessário ter precisão e segurança na hora das preparações, e a Tramontina proporciona isso por meio da qualidade dos cabos de panelas, facas e demais utensílios. É que eles são reforçados e contam com um formato ergonômico, o que oferece muito mais segurança, conforto e equilíbrio.

Durabilidade

Um dos principais critérios que os empreendedores devem considerar ao adquirir utensílios é a durabilidade dos materiais. Afinal, produtos de qualidade inferior atrapalham suas finanças, já que você vai precisar comprar ferramentas mais vezes do que o esperado. Além disso, podem causar um estresse enorme porque há um risco maior de falharem bem no meio da produção.

Nesse sentido, os produtos Tramontina são destaque. A tecnologia envolvida na construção dos utensílios possibilita uma maior durabilidade e resistência para o uso diário — o que dá mais tranquilidade para trabalhar, uma vez que a troca de equipamentos não será uma preocupação constante.

Diversidade

Outro ponto a favor da Tramontina se refere à diversidade dos seus produtos. Seu mix é bastante amplo: panelas, frigideiras, coifas, espátulas, facas, talheres e muitos outros utensílios com a qualidade já conhecida da marca. Sendo assim, ela consegue atender a todas as necessidades de diversos perfis do ramo da alimentação.

É fundamental que você sempre busque maneiras de trazer o melhor para os clientes. Portanto, para conseguir trabalhar com tranquilidade, não abra mão de contar com ferramentas que ofereçam segurança, praticidade e, principalmente, resistência.

Ao investir nos produtos da Tramontina, você obtém todas essas vantagens. Como se não bastasse, há o bônus de serem peças profissionais e de ótimo acabamento, o que deixa seu ambiente de trabalho ainda mais bonito.

A marca também oferece linhas de itens diversificados e você pode encontrar boas opções na internet, diretamente do conforto do seu lar. Na Zafe, temos uma variedade de produtos Tramontina, além de outros de excelente qualidade.

Se você quer trazer a qualidade dos produtos Tramontina para o seu negócio, conheça agora mesmo as nossas opções e entre em contato conosco.

Tire agora suas maiores dúvidas sobre conservante para linguiça

Apesar de pouco falado, um dos fatores que mais pode fazer diferença na charcutaria é o uso de conservante para linguiça. Se você é fã desse tipo de alimento ou está investindo na produção profissional (em pequenas ou grandes quantidades), precisa ter atenção com esse ingrediente tão controverso.

Tal questionabilidade se deve ao fato dos conservantes serem utilizados em grande escala nas produções industriais, a fim de aumentar consideravelmente o tempo de vida dos alimentos. No entanto, o produto pode trazer males à saúde do consumidor, além de alterar o sabor e as caraterísticas da carne.

Será que o conservante para linguiça faz mal? Quais são os mais indicados? Como utilizar da forma correta? Tire as suas dúvidas agora mesmo e mantenha a sua produção livre de qualquer suspeita.

Conservantes são prejudiciais à saúde?

Antes de responder à questão, é fundamental dizer que os aditivos químicos são utilizados para a redução da oxidação do alimento. No caso das linguiças, eles ajudam a manter a cor da carne e evitam aquele sabor rançoso que você, certamente, já experimentou alguma vez na vida.

Eles também são responsáveis por acelerar o processo de cura quando interagem com o nitrito de sódio. O nitrito, inclusive, é o conservante responsável pelo tom rosado de grande parte dos alimentos provenientes do porco — como a linguiça, o presunto etc. É também o nitrito um dos mais polêmicos conservantes do mercado: além de estar vinculado a alguns tipos de câncer, ele reduz a libido.

Como utilizar conservante para linguiça?

Há alguns ingredientes naturais que podem funcionar muito bem como antioxidantes dos seus produtos, sem que ofereçam riscos à saúde dos consumidores. Algumas sugestões são extrato de alecrim e açúcares — como sacarose, dextrose, mel e lactose. Também é válido lembrar que existe uma grande parcela da população preocupada com uma alimentação mais saudável, que tem buscado produtos mais naturais.

O ácido ascórbico ou o eritorbato de sódio também podem ser bons aliados da sua produção, pois aceleram o processo de cura, caso você opte por utilizar o sal de cura. Uma medida indicada é de 0,01% de ácido ascórbico e 0,05% de eritorbato de sódio, para o peso da carne.

Se você usar sal de cura, é bom fazer uma pesquisa minuciosa sobre as quantidades máximas permitidas no Brasil, a fim de não ter problemas com a legislação vigente e com os consumidores.

Onde comprar conservante para linguiça?

Como vimos, o assunto pode gerar algumas polêmicas. Portanto, é imprescindível que você adquira todos os itens necessários para a sua produção artesanal com fornecedores de qualidade inquestionável — que além de garantir o melhor atendimento, certificarão a procedência de seus ingredientes.

A Zafe é uma empresa completa, que oferece desde o maquinário até os melhores ingredientes para produções de todos os tamanhos. E o melhor é que é possível fazer as suas compras por meio do site, com toda a segurança e comodidade. Conservante para linguiça, fixador, especiarias, tripas… Tudo o que a sua produção precisa, a Zafe tem — e garante os melhores preços e uma entrega agilizada!

Quer saber mais e começar a fazer as suas compras? Acesse o nosso site e fale com a nossa equipe!

Receita de linguiça de pernil: veja como fazer e aumentar suas vendas!

Embutidos caseiros são uma delícia e fazem sucesso entre os brasileiros, que adoram comer bem. Por isso, investir em uma boa receita de linguiça de pernil pode ajudar você a aumentar suas vendas tanto para o consumidor final quanto para bares e restaurantes.

Muitas pessoas acreditam que é uma linguiça difícil de fazer, mas tudo é questão de aprender alguns truques e usar os equipamentos certos. Então, pegue papel e caneta para anotar nossas dicas e o passo a passo do preparo dessa iguaria!

Utensílios necessários para fazer linguiça

Fazer linguiça requer o uso de um bom moedor de carne, a fim de garantir uma textura mais uniforme à peça e deixá-la mais saborosa. Também é preciso separar um espaço considerável no refrigerador para colocar a mistura da carne para descansar e pegar o sabor dos temperos, e deixar o produto pronto descansando.

Por fim, você terá que utilizar um canhão de linguiça, também conhecido como ensacadeira. É com essa máquina que injetamos a mistura na tripa e, assim, conseguimos dar à carne o formato de linguiça.

Importância da tripa no preparo

A tripa é um item muito importante no preparo da linguiça. Você pode usar tripas naturais — de porco, de carneiro e de boi — ou tripas sintéticas de colágeno, mas saiba que as primeiras combinam melhor com as linguiças artesanais.

As tripas naturais dão ao produto uma curvatura mais natural nas extremidades e uma textura mais agradável ao paladar. Elas também preservam melhor o sabor do processo de defumação, então pense nisso se você pretende produzir linguiças defumadas.

Existem tripas de diversos calibres. A escolha vai depender de como você quer que fique a sua linguiça. Para linguiças de pernil, aconselhamos que faça peças mais grossas para que o consumidor tenha mais versatilidade no preparo.

Receita de linguiça de pernil simples

Uma boa linguiça desse tipo leva pernil e toucinho sem a pele — aproveite só a parte da gordura. A proporção é de 4 para 1, ou seja, 4 partes de pernil para 1 de toucinho. Se você estiver preparando 1 kg de pernil, use 250 g de toucinho. Essa é a receita de linguiça de pernil básica.

Você deve moer o pernil e depois acrescentar o toucinho. Feito isso, é hora de preparar a linguiça.

Passo a passo

Com a tripa encaixada no canhão de linguiça, dê um nó em uma das extremidades. Vá preenchendo e, a cada 10 cm ou 15 cm, faça uma pressão com os dedos na tripa para criar as divisões dos gomos da linguiça.

Depois de pronta, pendure-a e deixe secar por uma hora e meia. Lembre-se de olhar de tempos em tempos para estourar possíveis bolhas que apareçam nos gomos. Passado esse tempo, deixe na geladeira de um dia para o outro para que o sabor fique bem curtido.

Dicas de como inovar

A receita simples de linguiça de pernil é maravilhosa, mas o melhor é criar uma sua para aumentar suas vendas. Para isso, teste alguns condimentos e especiarias durante o preparo. Basta misturar com as mãos os temperos na massa já moída, até deixar tudo uniforme.

A carne de porco (no caso, o pernil) combina muito bem com:

  • orégano;
  • alecrim;
  • sálvia;
  • hortelã;
  • manjericão;
  • manjerona;
  • coentro;
  • pimenta calabresa;
  • chimichurri.

Você pode fazer pequenos experimentos até chegar à sua receita perfeita e, dessa forma, conseguirá se destacar e vender mais. Lembre-se de sempre anotar as misturas de temperos que fez para poder repetir nas próximas produções e dar uma identidade ao negócio.

A receita de linguiça de pernil é uma ótima aposta para aumentar suas vendas, já que muitos comércios, bares e restaurantes procuram esse produto. E para poder vender a esses clientes é importante se profissionalizar. Portanto, confira o que você precisa saber para abrir a sua empresa!

Fique por dentro de 3 receitas saudáveis e fáceis para fazer em casa

Você já deve ter ouvido falar no ditado “Você é o que come”, não é mesmo? Ele não poderia estar mais correto, já que a nossa alimentação tem muita influência sobre o nosso bem-estar. Portanto, incorporar receitas saudáveis e fáceis ao nosso cardápio é uma das melhores escolhas que podemos fazer.

Foi pensando nisso que resolvemos trazer algumas receitas deliciosas para você reproduzir com facilidade em casa e garantir mais saúde para o seu dia a dia. Acompanhe a leitura e bom apetite!

1. Crepioca de atum

A baixa quantidade de calorias da crepioca a fez virar uma febre entre aqueles que querem levar uma vida mais saudável, além de ser um prato perfeito para o café da manhã ou lanche da tarde. Veja como preparar uma com atum, que é rico em proteínas.

Ingredientes

  • 1 colher (sopa) de goma de tapioca;
  • 1 ovo;
  • 1 pitada de sal;
  • 2 colheres de atum;
  • 1 colher de maionese.

Modo de fazer

Em um recipiente, bata bem o ovo com a ajuda de um garfo e adicione a goma de tapioca, misturando bem até que fique tudo homogêneo. Coloque a frigideira antiaderente para esquentar em fogo médio e despeje toda a mistura nela. Em seguida, deixe dourar dos dois lados e sua massa estará pronta.

Uma opção de recheio é o atum e a maionese, mas você pode usar os ingredientes que preferir, como requeijão light e frango desfiado, ou até fazer uma versão doce, com banana e canela.

2. Tomate recheado

Se a ideia é uma receita saudável e fácil para o almoço, o tomate recheado é uma excelente pedida. Isso porque leva ingredientes facilmente encontrados na geladeira e o tempo de cozimento é bem rápido. Confira!

Ingredientes

  • 2 tomates grandes;
  • 80 g de queijo ralado;
  • 40 g de farinha de rosca;
  • 1 colher (sopa) de azeite de oliva;
  • ½ cebola;
  • salsa picada a gosto;
  • tomilho fresco para decorar;
  • sal a gosto;
  • pimenta-do-reino a gosto.

Modo de fazer

Coloque o forno para preaquecer a 180 °C enquanto corta o topo dos tomates. Com o auxílio de uma colher, retire as sementes e tempere a parte interna com o sal e a pimenta-do-reino. Em uma tigela, misture a cebola, a salsa, a farinha de rosca, o queijo ralado e o azeite, até formar uma farofa úmida.

Em seguida, é só colocar a mistura do recheio dentro dos tomates e levá-los para o forno por cerca de 15 minutos, até dourar. Na hora de servir, você pode adicionar um galho de tomilho para dar um charme.

3. Coxinha de batata-doce

A famosa coxinha também pode ser preparada de um jeito saudável, basta trocar alguns ingredientes e pronto. Gostou da ideia? Então, pegue papel e caneta e confira mais uma das nossas receitas saudáveis e fáceis.

Ingredientes

  • 400 g de batata-doce;
  • 400 g de frango cozido e desfiado;
  • 1 cebola picada;
  • 1 tomate
  • sal a gosto;
  • azeite;
  • mistura para empanar.

Modo de fazer

Cozinhe as batatas sem a casca e com sal por cerca de 20 minutos. Em seguida, amasse-as com um garfo até que fiquem em ponto de purê.

Para o recheio, coloque na frigideira um fio de azeite, a cebola, o tomate e o frango e deixe dourar por uns 10 minutos. Depois, é só pegar uma quantidade de massa, amassar nas mãos, depositar um pouco do recheio no centro e moldar as coxinhas. Por fim, passe-as na mistura para empanar e leve ao forno, em temperatura média, por 20 a 30 minutos.

Pequenos gestos podem trazer mais saúde para sua vida, como a mudança de hábitos na alimentação. Neste post, você viu como é possível incluir receitas saudáveis e fáceis na sua rotina. Também vale ressaltar que uma simples troca de ingredientes em preparos já conhecidos é capaz de deixar as suas refeições mais equilibradas e saudáveis.

Falando em comida saudável, conheça agora a nossa receita de gratinado de couve-flor e brócolis. É simples e deliciosa!

Não erre mais! 4 dicas de como conservar carnes corretamente

No tempo das cavernas, os homens abatiam um animal para se alimentar e tinham um problema: como conservar carne, já que não tinham freezers, embalagens etc.?

Brincadeira à parte, esse é um tema muito sério, principalmente se você trabalha com a produção de carnes e seus derivados para o consumo de um público externo. Afinal, mais do que a imagem da sua empresa, é a saúde dos seus consumidores que está em risco, caso os alimentos não sejam conservados corretamente.

Mas apesar da grande importância do tema, guardar as carnes de forma adequada não é uma tarefa difícil. Veja 4 dicas agora mesmo!

A importância da boa conservação da carne

Todos os alimentos merecem a nossa atenção no seu processo de conservação, desde o local em que serão armazenados até as embalagens e o descongelamento.

Por serem matérias-primas de fácil contaminação e que estragam facilmente, as carnes são ainda mais sensíveis a esses processos. Isso porque, por conterem muita água, elas acabam atraindo micro-organismos e bactérias. Ao conservá-las corretamente, você preservará:

  • a qualidade e, consequentemente, a saúde de quem a consome;
  • o sabor e a aparência como um todo;
  • a durabilidade.

Como conservar carne em 4 dicas

1. Resfrie a carne corretamente

Se você comprou a carne e não vai utilizá-la imediatamente, é possível mantê-la resfriada por até 72 horas. Mas atenção: se a intenção é usá-la como matéria-prima para um posterior congelamento (como no caso da produção de linguiças), o ideal é trabalhar a carne imediatamente.

A melhor forma de mantê-la em geladeira é em um recipiente (para que o sangue não pingue e contamine outros alimentos) e sempre bem tampado.

2. Prepare a carne antes de levá-la para o freezer

Congeladas, as carnes têm um prazo de validade muito maior, mas é preciso atentar a alguns detalhes:

  • não tempere a carne que for congelar;
  • não lave;
  • se possível, corte a peça fresca em pedaços menores para evitar cristais de gelo que costumam se formar em alimentos que levam mais tempo para congelar.

3. Tenha cuidado com a embalagem

A embalagem perfeita para o congelamento de carnes é aquela que evita a entrada de ar no invólucro. Boas opções são as embalagens a vácuo — mas se você não tem esse sistema na sua cozinha, pode improvisar colocando a carne em um saco com lacre e retirando o máximo possível de ar com a ajuda de um canudo.

Para retirar o excesso de água, basta secar as peças com papel toalha. Essa ausência de ar e de água faz com que a carne mantenha o seu frescor, sabor, cor e nutrientes.

4. Não acelere o descongelamento

Congelamento rápido, descongelamento lento: esta é regra de ouro para as carnes. O descongelamento, portanto, deve ser feito dentro da geladeira, de um dia para o outro.

Isso porque, ao descongelar, os cristais de gelo da carne se transformam em água, acelerando a proliferação de bactérias. Além disso, parte da água pode acabar escoando pelas fibras, e quanto mais isso acontece, mais rígida e seca a carne vai ficar depois de preparada.

Interessantes essas dicas de como conservar carne, não é mesmo? Seguindo esses truques, as suas matérias-primas, certamente, vão durar mais e ficar muito mais saborosas!

Que tal ajudar os seus amigos a também conservarem as suas carnes corretamente? Basta compartilhar estas dicas em suas redes sociais!

Você sabe como está o consumo vegano no Brasil? Confira neste post

Nos últimos anos, o consumo vegano se tornou uma tendência internacional. Tudo começou com o movimento do vegetarianismo, que consiste em não consumir nenhum tipo de carne — como peixes, frangos e as proteínas suínas ou bovinas.

Mas parece que a população está se conscientizando cada vez mais e, agora, muitos já estão cortando completamente da rotina a ingestão ou utilização de todo e qualquer item de origem animal, sendo os ovos, o leite, a lã e a seda alguns exemplos disso.

O mais interessante é que, em vez de prejudicar o mercado, tal mudança tem sido um diferencial para as empresas que desejam crescer e conquistar a atenção de consumidores conscientes e que se preocupam com a saúde e o meio ambiente.

Pensando nisso, e para te deixar por dentro do assunto, trouxemos neste post todas as informações relevantes sobre o consumo vegano. Acompanhe o artigo e saiba mais!

O crescimento do consumo vegano no Brasil

Diante de crises ambientais, do aquecimento global e da necessidade de pensar em sustentabilidade, uma grande parcela da população está mudando os seus hábitos. Esse é o caso do consumo vegano — um movimento que consiste em abolir, completamente, o uso de todo e qualquer produto que tenha origem animal.

Para ter uma ideia, e de acordo com um levantamento realizado pelo Ibope Inteligência, em 2018, 14% dos brasileiros se consideram vegetarianos, ou seja, não ingerem nenhum tipo de carne. 

Já em relação ao veganismo, o número também está crescendo, graças à facilidade de se encontrar alternativas de alimentos em diferentes cardápios por aí. E diante de tamanho sucesso, muitas empresas estão procurando se adaptar ao movimento para agradar a todos os paladares e conseguir se solidificar no mercado.

Um bom exemplo disso são as grandes redes de fast-food que, agora, estão investindo em peso em hambúrgueres compostos por legumes e queijos de origem vegetal.

Até mesmo os Estados Unidos estão apostando todas as suas fichas na chamada “onda veggie & vegan”. No país, as vendas de produtos que seguem essa linha cresceram de forma expressiva nos últimos anos, principalmente no que diz respeito aos leites alternativos, que são produzidos a partir de coco ou castanhas.

Os valores desse movimento

Quando falamos em consumo vegano, muitas pessoas assimilam o movimento somente ao fato de não consumir carne. No entanto, o conceito vai muito além disso. De acordo com os seus adeptos, o veganismo é uma maneira de viver sem que, para isso, seja preciso explorar os animais, tanto em relação ao vestuário quanto no que diz respeito à alimentação ou qualquer outro tipo de atividade. 

Por isso, tais indivíduos procuram seguir uma dieta pautada pela ingestão de vegetais e grãos integrais, evitando todo e qualquer item de origem animal, sendo os principais: 

  • carnes;
  • laticínios;
  • mel; 
  • ovos; 
  • ouro; 
  • lã; 
  • seda;
  • produtos testados em animais. 

O veganismo e o consumo de orgânicos

Sabia que veganismo também acabou influenciando outras formas de consumo? Uma delas, é a do movimento de alimentos orgânicos — uma prática extremamente forte nos Estados Unidos e Europa e, há pouco tempo, acabou atingindo boa parte da população brasileira, principalmente, a do Sul do Brasil. 

Tal atitude baseia-se em optar por adquirir e ingerir somente alimentos livres de agrotóxicos e hormônios, além de serem devidamente certificados. As vantagens de apostar nessa alternativa são inúmeras: 

  • possibilidade de ingerir ingredientes com teor nutritivo mais elevado;
  • possibilidade de consumir somente alimentos não prejudiciais à saúde; 
  • possibilidade de incentivar um sistema de produção que respeita a natureza;
  • possibilidade de experimentar alimentos mais saborosos. 

Para se ter uma ideia, e de acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, só no estado de Minas Gerais, a quantidade de unidades produtoras de orgânicos cresceu 60% — e, claro, esse aumento também tem acontecido em outras regiões do país. 

Isso significa que as pessoas que consomem esse tipo de alimento são extremamente exigentes e também fiéis aos estabelecimentos que decidem abraçar a causa. Inclusive, tais indivíduos se preocupam com a alimentação, com o bem-estar e investem todas as suas fichas em restaurantes ou lanchonetes que oferecem pratos de qualidade e alta procedência.

Incluir orgânicos no cardápio se tornou uma estratégia eficaz para todo empreendedor que deseja alcançar um diferencial competitivo no mercado. Dito isto, você não precisa abolir o uso de itens de origem animal do seu menu, mas sim, priorizar os produtos que são desenvolvidos com atenção, prezando pelo meio-ambiente e também pela saúde de seus consumidores. Pense nisso!

Viu só como é fácil? Agora que você sabe um pouco sobre o consumo vegâno e orgânico, já pode incluir receitas e novos produtos em seu cardápio e conquistar bons lucros no fim do mês.

E se gostou do nosso conteúdo exclusivo, aproveite para compartilhá-lo nas suas redes sociais e deixar os seus contatos por dentro!

Aprenda a técnica de defumação e como aplicar na produção de linguiça

A técnica de defumação é uma das preparações mais antigas, pois consiste em uma forma simples de conservar os alimentos. Hoje em dia, o procedimento continua em alta e um dos seus objetivos é conferir mais sabor e aroma aos alimentos, por isso, é um processo importante para a produção de embutidos, como as linguiças.

Em outras palavras, trata-se do processo de submeter alimentos à fumaça vinda da queima de serragem ou carvão com o objetivo de dar um sabor diferente à comida. Confira, a seguir, algumas das técnicas para fazer isso e um passo a passo completo.

Conheça as principais técnicas de defumação

Há opções que podem ser feitas em casa com utensílios comuns de toda cozinha até aquelas com equipamentos específicos para esse fim. Veja a gama de possibilidades para quem deseja defumar linguiças e outros embutidos.

Serragem na panela

Para a defumação caseira com serragem na panela, tudo o que você vai precisar é de: serragem adequada para defumar; uma panela grande de fundo grosso e com tampa; uma grelha ou grade de metal que se encaixe na panela; papel alumínio e as especiarias de sua preferência.

Reunidos os materiais, é só forrar o fundo da panela com papel alumínio e depositar sobre ele a serragem e os temperos, como tomilho, alecrim, cravo, canela etc. Em uma distância de cerca de 10 cm da serragem, coloque a grelha para que a carne não entre em contato com o fundo. A partir disso, é só acender o fogo e colocar a proteína na grelha. Lembre-se de que, como se trata de carnes, o processo pode ser um pouco demorado.

Panela defumadora

Investir em uma panela defumadora pode deixar o processo ainda mais simples. Afinal, é uma ferramenta própria para essa finalidade, tornando tudo mais rápido. 

A panela tem características comuns a uma caçarola, mas tem algumas particularidades que fazem toda a diferença — como o fundo, que é removível. Além disso, ela já vem com a grelha para a separação do alimento. Basicamente, é o mesmo procedimento acima, porém de forma mais facilitada.

Forno convencional

O seu forno convencional também pode servir de câmara para defumação. Basta forrar uma assadeira com papel alumínio e colocar nela carvão ou serragem. Depois, é só ligar o forno a uma temperatura de 250 °C e colocar a carne da parte superior para que ela comece a ser defumada.

Técnica de defumação profissional

Envolve o uso de materiais mais específicos, como o defumador. Existem câmaras feitas de alvenaria, madeira, chapas de aço, cimento, entre outros materiais. Lembrando que a fonte de calor também pode variar, podendo ser carvão, serragem, lenha etc.

O procedimento é simples: basta acender o material a ser usado para gerar a fumaça e depositar as carnes na parte superior para a defumação. Nesse tipo de defumador, há a presença de termômetro, objeto imprescindível para controlar minuciosamente o processo.

Veja um passo a passo para defumação de linguiças

Para não restarem dúvidas, confira este passo a passo e entenda melhor sobre o processo de defumação na produção de linguiças:

  • escolha a carne de sua preferência e processe-a. A proporção é de 75% de carne para 25% de gordura;
  • em seguida, adicione os temperos a gosto. Optar por versões em pó pode fazer com que a conservação seja ainda maior. Você pode adicionar sal refinado, de cura, alho, pimenta-do-reino, tomilho etc.;
  • encha as tripas com a carne temperada;
  • prepare o defumador com a serragem própria para esse fim e acenda o fogo. O ideal é que a temperatura se mantenha a 70 °C;
  • pendure as linguiças no defumador e feche a tampa adequadamente;
  • retire-as cerca de 2 horas depois e estará pronta.

A técnica de defumação dá um novo sabor às carnes, principalmente quando se trata de embutidos, como a linguiça. Além disso, esse procedimento oferece um aroma único e deixa as peças mais suculentas. Por isso, lembre-se das nossas dicas na sua próxima produção.

Continuando nesse assunto, por que não saber como fazer linguiça para churrasco de forma descomplicada? Confira já nosso post com dicas imperdíveis.

5 receitas de drinks com vodka que vão surpreender seus convidados

Em reuniões e festas, os drinks são uma ótima pedida para as pessoas que gostam de bebidas alcoólicas, mas preferem bebê-las com um sabor a mais. A vodka é muito utilizada nos preparos, sendo um dos destilados mais consumidos no mundo e apresentando muitas possibilidades de combinações. Por isso, é importante conhecer receitas de drinks com vodka para servir no encontro com os amigos.

Com licores, cremes ou frutas, é possível preparar bebidas que agradem os mais diversos paladares. Neste post, vamos apresentar 5 receitas de drinks utilizando a vodka que você não pode deixar de experimentar. Confira!

1. Caipiroska

Derivada de um dos drinks mais famosos, a caipiroska é muito fácil de ser preparada e conta com os mesmos ingredientes da caipirinha, trocando apenas a cachaça por vodka.

Ingredientes

  • 2 colheres de açúcar;
  • 1 limão;
  • ½ copo de vodka;
  • gelo a gosto.

Modo de preparo

Corte o limão ao meio e cada uma das partes ao meio novamente. Coloque na coqueteleira, acrescente o açúcar e amasse. Adicione o gelo e a vodka, agite bem e beba em seguida.

2. Red Sunset

Esse drink é lotado de alegria tanto nos sabores quanto nas cores. São utilizadas diversas frutas, que proporcionam uma bebida leve e doce no ponto certo.

Ingredientes

  • 1 picolé de limão;
  • 2 xícaras de melancia sem caroço;
  • 3 morangos;
  • 30 ml de vodka.

Modo de preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva em um copo alto. Coloque um pedaço de melancia para decorar.

3. Cosmopolitan

Um drink refrescante, saboroso e bastante famoso em decorrência do seriado Sexy and the City.

Ingredientes

  • 15 ml de suco de cranberry;
  • 15 ml de suco de limão;
  • 15 ml de licor de laranja;
  • 30 ml de vodka.

Modo de preparo

Em uma coqueteleira, coloque todos os ingredientes e bata para que a mistura fique bastante homogênea. Após isso, coe o drink direto em uma taça de martíni e sirva em seguida.

4. Bloody Mary

O bloody mary é uma bebida exótica e deliciosa. O drink é indicado para quem gosta de apreciar o sabor do tomate.

Ingredientes

  • 2 doses de vodka;
  • pimenta-do-reino a gosto;
  • 8 gotas de tabasco;
  • 500 ml de suco de tomate;
  • 2 colheres de molho inglês;
  • sal a gosto;
  • 2 colheres de suco de limão.

Modo de preparo

Em um copo alto, coloque a pimenta-do-reino, o tabasco, o suco de limão, o molho inglês e a vodka e misture. Acrescente o suco de tomate gelado, adicione o gelo e mexa bem. Sirva em seguida.

5. Jello Shots

Esse drink é muito refrescante para ser servido no verão e fica perfeito para decorar em festas.

Ingredientes

  • 300 ml de vodka;
  • 200 ml de água gelada;
  • 500 ml de água fervente;
  • 2 sachês de gelatina.

Modo de preparo

Misture a gelatina com a água fervente até que esteja dissolvida. Acrescente a vodka e a água gelada. Coloque a mistura em copos de vidro e deixe na geladeira até que endureça.

Como vimos, existem diversas receitas de drinks com vodka que são fáceis de serem preparadas e que podem agradar os seus convidados. Vale ressaltar a importância de sempre utilizar ingredientes de qualidade para que a sua bebida fique saborosa.

Gostou deste conteúdo? Então compartilhe em suas redes sociais para que seus amigos também saibam como preparar drinks com vodka!